oEMACUMBADO e asPROBLEMÁTICAS

Parte-se de macumba computacional – signos girando e colidindo freneticamente em memórias eletrônicas. O sincretismo é corpóreo audiovisual. O som, intenso e incessante, toma o corpo e a cognição de três performers, que recebem os estímulos, vestidas com roupas especiais conectadas ao computador, que mixa seus movimentos ao fluxo sonoro. São performers PROBLEMÁTICAS, buscando a redenção pelo que os artistas do corpo costumam chamar de “fluxo da arte”. Entrar neste fluxo da loucura qualitativa equivale a aceitar o caminho e as soluções oferecidas pela divindade presente: o EMACUMBADO.

Este apresenta-se na insinuante forma de pai-preto-velho-projetado, que gira na ciranda da macumba computacional. Ao mesmo tempo, um megafone declama a poderosa PRECE PRETO VELHO. As vestes das PROBLEMÁTICAS emitem luz enquanto estas giram em espirais e abismos corpóreos desenfreados. A falta de freios caracteriza o ato, que por sua vez caracteriza-se pela busca da salvação, puro fluxo contínuo de emancipação através do sensível.

Os problemas por elas enfrentados são diversos e complexos, sintomas de nossa era. Entre eles, destacam-se: a necessidade, que urge, de compreender e aceitar o status atual da arte; o desenvolver do processo de aceitar-se a si mesma sem o uso de medicamentos tarjados ou demais substâncias alteradoras da realidade; a quebra, já tardia, da visão cartesiana pré-duchampiana que separa arte e vida; o entendimento de que arte é tensão e abismo; o trabalho para compreender que arte não é trabalho e que, por isso mesmo, arte chama-se arte e trabalho chama-se trabalho e, por fim, a tensão estética, e portanto ética, que os pequenos artistas comandados por diretores fascistas nunca experimentarão, por não terem coragem e por não compreenderem o status da arte: a ausência de razão.

Por sua vez, o EMACUMBADO gira na grande projeção da parede do fundo e mostra o caminho em loop da salvação, da dissolução dos problemas em forma de reza-oração-cântico-macumba computacional.

Este projeto do ++CAYCE POLLARD coletivodeartecomputacional; teve sua premiere mundial durante o III Simpósio Nacional da Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura (ABCiber) em São Paulo, Brasil. A apresentação se deu às 16 horas do dia 17 de novembro de 2009 no auditório Renato Castelo Branco da ESPM. Confira em fotos.

.

________________________________________________________

It starts with computational macumba – signs turning and frenetically colliding in electronic memories. The syncretism is audiovisual corporeal. The sound, intense and incessant, takes the body and the cognition of three performers who receive the stimulations, dressed with special wired-to-a-computer clothes, that mixes their movements to the sonorous flow. They are PROBLEMATIC performers, searching the redemption which  artists of the body use to call “flow of the art”. Entering in this flow of qualitative madness is the same as accepting the way and the solutions offered by the present divinity: the EMACUMBADO.

This EMANCUBADO is shown as a projected old black man, who twirls on the computational ring . At the same time, a megaphone declaims the old-black-man prayer. The PROBLEMATIC clothes emit light as they spin around in out-of-control corporeal abysses. The lack of brakes characterizes the zct, which in turn is characterized by quest for salvation, pure emancipation  flow through whats is sensitive.

The problems faced by them are diverse and complex, symptoms  of our age. Among them, we can highlight: the need, that urges, to understand and accept the current status of art; the development of the process of accepting orselves without the use of heavy drugs (legal or not), or other substances that can alter the perception of reality; the breaking, even if late, or the “Cartesian”  pre-duchamp point of view that separates art and life; the understanding that art is tension and an abyss; the “job” of understanding art is not really a job, and for this reason, art is called “art” and job is called “job” and, at last, the aesthetic tension, and hence ethic, that some small artists are bossed by fascist directors and will never try, lacking courage and enough knowledge to understand the status of art: the lack of reasoning.

On the other hand, the EMACUMBADO spins in the great projection on the back wall and shows the they way in a salvation loop, of the dissolution of problems through computational prayer macumba.

This project had its world premiere during the III National Symposium of the Association of Researchers in Cyberculture (ABCiber) in Sao Paulo, Brazil. The presentation took place at 16 noon on November 17, 2009 in the auditorium of ESPM Renato Castelo Branco. Check out photos of the performance.

Anúncios

Uma resposta to “oEMACUMBADO e asPROBLEMÁTICAS”

  1. Naomi Says:

    break a leg, yes? 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: